Quais as diferenças entre compartimentação e isolamento de risco?

Você sabe o que é compartimentação horizontal e vertical? Compreende as diferenças entre compartimentação e isolamento de risco?  Bem, se você não sabe perfeitamente os detalhes sobre esse tema, não se preocupe. Reunimos aqui nesse texto todos os detalhes que você precisa conhecer sobre esse assunto

Esse é um assunto que gera muitas dúvidas quando é preciso realizar um projeto PPCI (Plano de Prevenção Contra Incêndio).  Primeiramente vamos compreender como funciona essas medidas de prevenção de combate a incêndio e como devemos aplica-las.

Compartimentação horizontal e vertical

A compartimentação é uma medida de segurança que tem como finalidade impedir a propagação do incêndio para outros ambientes situados no mesmo pavimento ou entre pavimentos.

Essa proteção passiva horizontal e vertical pode ser realizada através da aplicação de algumas medidas:

  • Paredes corta-fogo;
  • Portas corta-fogo;
  • Vedadores corta-fogo;
  • Registros corta-fogo (dampers);
  • Selos corta-fogo;
  • Dispositivos automatizados de enrolar corta-fogo;
  • Afastamento horizontal entre aberturas;
  • Entrepisos corta-fogo;
  • Enclausuramento de escadas por meio de parede e portas corta-fogo de compartimentação;
  • Enclausuramento de poços de elevador e de monta-carga por meio de parede de compartimentação;
  • Selos corta-fogo;
  • Registros corta-fogo (dampers);
  • Vedadores corta-fogo;
  • Elementos construtivos corta-fogo de separação vertical entre pavimentos consecutivos;
  • Selagem perimetral corta-fogo;
  • Dispositivos automatizados de enrolar corta-fogo.

Em relação aos materiais empregados na compartimentação pode ser utilizado vários materiais, mas é importante ressaltar que a medida de proteção seja testada e aprovada em seu conjunto, atendendo às características de resistência ao fogo e as normas vigentes.

Isolamento de risco

O isolamento de risco é uma medida de segurança passiva que tem como finalidade estabelecer critérios para o isolamento de propagação do incêndio por radiação de calor, convecção de gases quentes e a transmissão de chama, garantindo que o incêndio proveniente de uma edificação não propague para outra.

Essa distância de separação deve ser aplicada para todas as edificações independente de sua ocupação, altura, número de pavimentos, volume, área total e área específica de pavimento, para considerar-se uma edificação como risco isolado em relação as outras adjacentes na mesma propriedade.

Aplicabilidade das medidas de segurança

Na realização do PPCI (Plano de Prevenção Contra Incêndio) devemos implementar essas medidas de acordo com as instruções técnicas vigente do Corpo de Bombeiros.

Para a emissão do AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) e CLCB (Certificado de Licenciamento do Corpo de Bombeiros) é necessário que todas as medidas e segurança sejam atendidas.

A aplicabilidade das medidas de segurança citadas acima vai depender de vários fatores como classificação, carga de incêndio entre outros.

É de suma importância a consulta de um profissional capacitado para o correto enquadramento da sua edificação.

Conte com a A5S Laudos e Engenharia localizada em São Paulo para realizar a sua certificação. Temos uma equipe de profissionais e especialistas altamente capacitados.

Não corra riscos! Tenha acesso ao alvará do corpo de bombeiros e esteja de acordo com a legislação.

Voltar ao Blog SOLICITE UM ORÇAMENTO